Mensagem – Céu demais – Pe. Zezinho


CÉU DEMAIS

O conceito “Deus e eu” não faz nenhum sentido se não lhe for acrescido “e os outros”.

Pode-se crer demais ou de menos.

Pode haver céu demais numa cabeça.

É isso o que o musical Jesus Christ Superstar lembra, quando o personagem Judas chama a atenção de Jesus para o fato de os outros discípulos estarem com céu demais na cabeça.

Os autores do filme, Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, não eram teólogos, mas acertaram quando mostraram esse conflito. Só erraram ao atribuir isso a Judas.

Poderiam ter atribuído a frase a algum santo, como Inácio de Loyola, Vicente de Paulo, ou a Jesus, o qual mandava a pessoa deixar a oferta no altar e ir em busca do irmão, pois considerava a reconciliação com os outros mais importantes.

Preocupar-se com a fome dos irmãos aqui na terra também é santidade.  Quem vive só de céu lá de cima pode ser bem menos santo do que quem vive de céu já neste mundo. Aliás, o cristianismo ensina que alguém do céu desceu à terra para que começássemos o reino dos Céus neste mundo. Certos cristãos, ao contrário de Jesus, que fez o céu descer à terra, agem como se a Terra não valesse nada.

A conversa de que só Deus nos basta e o resto não presta é anticristã. Jesus mesmo respondeu que havia um segundo mandamento, semelhante ao primeiro, o qual compreendia a exigência do amor ao próximo. O conceito “Deus e eu” não faz nenhum sentido se não lhe for acrescido “e os outros”. Os que têm céu demais na cabeça tendem a ser pessimistas diante das dores da Terra. Apontam para o alto, mostrando para onde irão, enquanto esquecem de olhar os caminhos que os levam para lá. Estão apontando em direção errada. O sol não existe para ser olhado cara a cara, mas para iluminar as coisas do nosso redor. O certo é aproveitar a luz do sol lá de cima para ver bem o chão onde pisamos. Faça-se o mesmo com a luz de Deus. Sol demais dá problema nos olhos: o sujeito vira cego. Céu demais dá problema na alma.

Jesus nos ensina outra coisa. Manda dar de comer, de beber, vestir e cuidar dos necessitados (cf. Mt 25,31-46). Ele quer o céu já na terra para que ela respire clima de céu. Ele nunca disse que basta orar e dizer “Sempre, Senhor, eu te louvo!”.

Quer que arregacemos as mangas. Quem nunca leu isso andou comprando alguma versão errada dos Evangelhos...

Pe. Zezinho, scj

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Mensagem – Céu demais – Pe. Zezinho”

  1. claudia mariq machado de paula Says:

    Já conhecia esse trexto é bem antigo. Mas nada mais atual.
    Ouve-se em nossa mídia, e por isso está na boca do povo, uma bela canção católica, a voz da cantora é linda, a melodia envolvente, mas a música repete sem cessar: céu, lindo céu é para lá que eu vou, é lá que eu quero morar…. e fica nisso toda vida. Muito bonita a canção mas vazia a meu ver. E com o perigo da alienação evangélica.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: